!! ATENÇÃO !!

Atenção: O conteúdo deste site não é recomendado para pessoas sensíveis, com problemas cardíaco e pessoas que não suportam emoções fortes.
O conteúdo deste site é recomendado para maiores de 18 anos, pois contém cenas fortes de terror, violência e palavreado chulo.
Pessoas nestas condições não devem continuar visualizando o conteúdo.

A Spooky Rose não está sujeita à responsabilidade dos mesmos.

Atenciosamente, Joey Spooky Rose.

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA

terça-feira, 14 de outubro de 2014

VAI BUSCAR - Lenda Urbana


Mentes Diabólicas - Elizabeth Bathory #2


Britânica viveu com o corpo de sua mãe, dentro de sua casa


Autoridades britânicas revelaram detalhes sobre o caso de uma mulher de 50 anos que manteve o cadáver da mãe dentro de uma banheira durante meses.
Caroline Jessett teria morrido em 2013, na casa em que morava no vilarejo de Littlemore, próximo a Oxford, no sudoeste da Inglaterra.
A mãe dela, Pauline Jessett, de 78 anos, teria morrido em março de 2012, mas Caroline não teria conseguido lidar com a perda.
O corpo das duas só foi encontrado depois que vizinhos ligaram para autoridades sanitárias, preocupados com a segurança da casa.

Em 21 de novembro, a polícia encontrou o corpo mumificado de Caroline Jessett caído no chão do banheiro.

'Reclusas'

Apenas uma semana depois, foi encontrado o corpo da mãe, coberto por lençóis e cobertores.
Na época, um vizinho descreveu as duas mulheres como "reclusas".
Por causa do estado mumificado, médicos legistas tiveram que fazer exames para confirmar a identidade da filha e não puderam estabelecer a causa da morte.
Já Pauline Jessett só pôde ser identificada pelo número de série de uma prótese de quadril.
O médico legista Darren Salter classificou o caso de "triste e diferente", indicando que a causa provável da morte de Caroline Jessett foi um tumor no cérebro.
Sobre Pauline Jessett, ele disse ser impossível determinar a causa da morte.

Fonte: R7

A Máquina de Brincar

Imaginem um livro "infantil" que seu conteúdo nada mais, nada menos é que poemas satânicos e orações.

É um caso verídico que anda pela internet. Depois que uma mãe, Janilda Prada, compartilhou fotos do livro 'A Máquina do de Brincar' pelo Facebook, ela recebeu diversas reações de apoio.
Janilda encontrou algo estranho nesse livrinho que sua filha de nove anos de idade trouxera da escola.
O livro contrém duas etapas: para se ler ao claro e para ler no escuro. Justamente essa última contém poemas satânico, conforme as imagens.
Embora não se tenha muitas informações de Janilda, por uma pesquisa rápida pelo Google, interessados pelo fato descobriram que outros houveram outros casos de mães que reclamaram sobre o livro.

O autor gaúcho, Paulo Bentancur, se defende e diz que não há mal algum em brincar com a palavra de Deus e do Diabo e que isto foi feito apenas por descontração, afinal, as crianças amam terror e coisas obscuras.
-Me pergunto quais crianças gostam do escuro. Você gosta? Eu não.-

Mas e você? O que acha de um livro assim, feito para crianças?







Mentes Diabólicas - Crianças Assassinas #1

Bom, eu vou tentar começar uma série sobre mentes perturbadas. Os vídeos vocês podem encontrar em qualquer site de terror e até mesmo no youtube, porém, aos que estiverem tendo a atenção e carinho de procurar visitar meu site e assistir por aqui, agradeço desde já!
É importante ver que meu trabalho não está sendo feito atoa ;)

De qualquer maneira, espero que o blogspot ache os vídeos que eu pesquisar para postar aqui, caso contrário, deixarei uma parte de um texto e o link da continuação com vídeo.

Novamente, obrigado para quem visita minha página.


Postagens

Arquivos do blog